Federação de Judô de Mato Grosso do Sul

Federação de Judô de Mato Grosso do Sul

PAN – 1º DIA – JUDÔ – 1 OURO, 1 PRATA E 1 BRONZE

Luciano é ouro, Rafael prata e Maria Suelen bronze no Pan. Judô chega à 100 pódios

Luciano Corrêa comemorando a vitória
O judô brasileiro estreou com três medalhas no primeiro dia de disputa da modalidade nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México. Luciano Corrêa (100kg) foi ouro, Rafael Silva (100kg) prata e Maria Suelen Altheman (+78kg) bronze. Com o resultado, o esporte chega a 100ª medalha em pans.

Nesta quinta-feira entram no tatame os medalhistas olímpicos Leandro Guilheiro (81kg) e Tiago Camilo (90kg), além de Maria Portela (70kg) e Mayra Aguiar (78kg).

A medalha de ouro de Luciano Corrêa foi especial por ser conquistada em cima de um adversário, que como o próprio judoca afirmou, estava engasgado. Em três confrontos, o cubano Oreydi Despaigne havia vencido todos. A vitória veio com uma punição sobre Despaigne no golden score.

“Só de ter conquistado o ouro em uma edição de Jogos Pan-Americanos é muito especial, mas, por ter sido com uma vitória sobre este cubano, que me tirou da disputa do ouro quatro anos atrás no Pan do Rio, é ainda melhor. Então eu fico muito feliz pelo dia de hoje, que foi muito difícil, principalmente nas quartas-de-final, onde tive pouco tempo para descansar e comecei perdendo para o americano.

Segundo Luciano, a vitória foi meticulosamente traçada com o técnico da seleção brasileira, Luiz Shinohara. “Vi diversos vídeos dele e montamos uma estratégia, mas o mais importante é que eu entrei com muita vontade para conquistar este ouro”, afirma Luciano.

Antes da final com Oreydi Despaigne, Luciano Corrêa venceu por ippon Carlos Santiago (PUR), Kyle Vashkulat (USA) e Sergio Garcia (MEX).

Os estreantes em jogos pan-americanos Rafael Silva e Maria Suelen Altheman mantiveram a tradição brasileira de estar no pódio. Rafael Silva foi superado na decisão do Pan pelo medalhista olímpico Oscar Brayson, de Cuba, por wazari (três punições). Antes, o brasileiro venceu James Tuner (USA) por ippon, e Ramon Flores (MEX) por ippon. Já Maria Suelen conquistou o bronze de forma impressionante. Em apenas 34 segundos a brasileira despachou a americana Elisabeth O´Rourke por ippon. A brasileira passou pela colombiana Giovanna Blanco por yuko e foi superada na semifinal pela porto riquenha Melissa Mojica.

“Esta medalha de prata é muito importante, mas, é claro, a primeira sensação nunca é boa, pois acabei de perder o ouro. A derrota foi no detalhe e o Brayson acabou anulando o meu jogo. Desta vez a experiência dele fez diferença”, diz Rafael.

Já Maria Suelen Altheman, comemorou o bronze e, principalmente, a vitória por com o ippon relâmpago:

“O judô começou muito bem e tenho certeza que o decorrer da semana reserva muitas medalhas para o Brasil”, afirma Maria Suelen.

FOTOS: Washington Alves/Inovafoto/COB e Wander Roberto/Inovafoto/COB

Por Lucio Mattos, de Guadalajara
Assessoria de Imprensa da CBJ

Compartilhe essa Notícia:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *